HOME | Principais Cidades de São Paulo | Regiões e Cidades | Turismo e Cultura | Mapas Temáticos | Artigos | Mapa do Site
 
  São José do Rio Preto: Capital da Região dos Grandes Lagos
 
 
Para saber mais sobre a cidade
e outras conveniências:
Distância da capital: 440 km
A cidade
Números
Como chegar
Distância entre as cidade da região
Mapas Temáticos - Índice

 
     

São José do Rio Preto é um centro regional situado no noroeste paulista, a 440 km da capital, próximo a outros núcleos urbanos importantes, como Catanduva (61 km), Votuporanga (82 km), Barretos (96 km) e Araçatuba (141 km). O Aeroporto Internacional de Viracopos dista do município 357 km, enquanto o Porto de Santos, 529 km.

Importante eixo de escoamento da safra agrícola e de manufaturados do Centro-Oeste do país, o município dispõe de acesso por estradas modernas e bem conservadas como: Rodovia Washington Luiz SP-310, que num sentido leva ao Centro-Oeste brasileiro e noutro, à capital de São Paulo; Rodovia Assis Chateaubriand SP-425, que vai do sul de Minas Gerais ao norte do Paraná, dando acesso, também, a Ribeirão Preto (189 km), Rodovia Transbrasiliana BR-153, conectando o norte ao sul do país e alcançando Argentina e Uruguai; e Rodovia Délcio Custódio da Silva SP-427, que liga São José do Rio Preto a Mirassolândia. É servido, ainda, pela Malha Paulista (antiga Fepasa), que opera a ligação ferroviária entre Santa Fé do Sul, na fronteira do Mato Grosso do Sul, e o Porto de Santos, utilizando a linha troncal que vem de Brasília.

Possui um aeroporto regional – Aeroporto Estadual Prof. Eribelto Manoel Reino –, que movimenta, anualmente, mais de 200 mil passageiros e quase 400 toneladas de carga. O município conta, também, com um terminal alfandegário, a Estação Aduaneira do Interior – Eadi, para agilizar os procedimentos de exportação e importação de mercadorias.

A agricultura local é diversificada, com grandes áreas cultivadas de cítricos, algodão, arroz, milho, café, cana-de-açúcar, feijão e tomate. A exploração comercial de seringais, introduzida recentemente, provocou alterações no perfil industrial da região, que hoje sedia uma das grandes empresas mundiais de processamento de látex.

Os setores industriais de maior relevância em São José do Rio Preto são: têxtil, construção civil, metalúrgico e eletroeletrônico. Entre os que se destinam à exportação, estão os agroindustriais, de confecções, móveis, equipamentos médico-hospitalares, alimentícios e eletroeletrônicos.


As principais indústrias são: Americanflex (colchões), Facchini (carrocerias), Arco Íris (refrigerantes), Grupo Verdi (que atua nos setores de transportes e imobiliário, e é uma das 100 maiores organizações empresarias do país), Pandin (metalurgia), Icec, IMC (válvulas cardíacas), Braile Biomédica (válvulas cardíacas) e Visão Química (produtos químicos).

São José do Rio Preto conta, atualmente, com dois distritos industriais – Dr. Valdemar de Oliveira Verdi e Dr. Carlos de Arnaldo e Silva –, a Cidade Industrial Dr. Ulysses da Silveira Guimarães, além de 13 minidistritos, totalizando mais de um milhão de metros quadrados para instalação de empresas de diferentes ramos de atividade. O município dispõe de uma incubadora de empresas, instalada por meio de parceria entre a prefeitura, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo – Sebrae/SP e o Lions Clube de São José do Rio Preto.

Com uma renda per capita estimada de US$ 7 mil, é o principal pólo comercial e de serviços do noroeste do Estado e atende à demanda de estados vizinhos, recebendo, em seu terminal rodoviário, cerca de 4 mil pessoas por dia.


São José do Rio Preto dispõe de diversos shoppings centers: Rio Preto Shopping Center (já com 4 expansões), Westcenter e Fashion Center (shoppings de atacado), Praça Shopping, Iboruna Shopping, Esplanada Shopping, Gallery Center, Shopping Eldorado e Royal Plaza Shopping (em construção).

São José do Rio Preto conta com uma universidade pública, a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – Unesp, que oferece cursos de graduação em várias áreas, inclusive Engenharia de Alimentos, e cursos de pós-graduação. Há, também, outras universidades e faculdades: União das Faculdades dos Grandes Lagos – Unilago, com cursos na área de Comunicação Social, Serviço Social e Administração de Empresas; Universidade Paulista – Unip, com 12 cursos de graduação, entre eles Odontologia; União das Faculdades do Norte Paulista – Unorp, com 15 cursos de graduação; Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto – Famerp; Faculdade de Engenharia e Arquitetura de São José do Rio Preto; Faculdade de Ciências Econômicas e Administração de Empresas de São José do Rio Preto; Centro Universitário de Rio Preto – Unirp, com 10 cursos de graduação, inclusive Medicina Veterinária. Ensino técnico profissionalizante é oferecido pelas escolas técnicas de 2º grau Filadelpho Gouvea Neto, Tecmed e Ceres, além das unidades locais do Senac, Sesi e Senai.

140 doutores, desenvolvendo trabalhos nas áreas de Biofísica Molecular, Química, Biogenética, Citologia, Geociência, Matemática, Zoologia e Botânica, Literatura e Lingüística, Engenharia de Alimentos e Ciência da Computação.

 
O município é um centro de referência na prestação de serviços de saúde, recebendo pacientes da região e de vários outros Estados, como Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Além disso, é referência na produção de materiais cirúrgico-hospitalares de alta complexidade, exportando equipamentos médicos para vários países.

Possui 4,4 médicos para cada mil habitantes, coeficiente duas vezes maior que a média do Estado. A rede hospitalar oferece mais de 2 mil leitos. A Fundação Faculdade Regional de Medicina – Funfarme administra o Hospital de Base, considerado modelo no Brasil, que atende mais de 500 mil pessoas mensalmente. Os outros oito hospitais gerais existentes são: Casa de Saúde Santa Helena, Casa de Saúde e Maternidade de Nossa Senhora das Graças, Hospital Dr. Adolfo Bezerra de Menezes, Hospital Austa, Sociedade Portuguesa de Beneficência, Santa Casa de Misericórdia, Hospital Nossa Senhora da Paz, Instituto Espírita Nosso Lar – Ielar. Também existem unidades especializadas, como o Instituto de Moléstias Cardiovasculares – IMC, um dos mais avançados centros de pesquisa do país no tratamento do coração e do pulmão, e o Instituto de Urologia e Nefrologia de São José do Rio Preto, além de diversos postos de saúde e clínicas particulares.

A Região dos Grandes Lagos, onde está localizado o município, é rica em cachoeiras, rios e lagos, que representam um grande potencial turístico. A bacia hidrográfica é composta pelo Rio Preto e seus oito córregos afluentes e existem, ainda, dois lagos artificiais. O clima é tropical, com uma temperatura média ao redor de 25ºC. A Prefeitura de São José do Rio Preto desenvolve um permanente trabalho de manutenção de áreas verdes, que inclui a distribuição gratuita de centenas de mudas à população. Entre as atrações turísticas, riquezas naturais e potenciais de lazer existentes, destacam-se o Bosque Municipal; a Represa Municipal, cartão de visitas da cidade, que responde por 40% do abastecimento de água da população e é uma de suas melhores opções de lazer; a Biblioteca Municipal, com um museu do primitivista José Antônio da Silva e exposições de artistas riopretenses; a Cidade da Criança, um espaço de 140 mil m2 com teleférico, tobogã e inúmeros outros brinquedos; o Teatro Municipal; o Calçadão; e as igrejas locais.

Além de possuir diversos cinemas e teatros, São José do Rio Preto promove muitos eventos, como shows, concursos literários e musicais, festas folclóricas e religiosas, etc. Anualmente, ocorre o Festival Internacional de Teatro, que atrai artistas de todo o país e do exterior. Também merecem destaque: Exposição Agropecuária, Festa do Peão, Festa das Nações, Exposição Nacional de Orquídeas, Feira de Artesanato, Feira do Livro, Rio Preto Rodeo Country Bulls, Salão Regional de Artes Plásticas de São José do Rio Preto e outros.

A rede hoteleira abrange dezenas de estabelecimentos, desde hotéis de alto padrão (a maioria equipada com salas para convenções) até confortáveis pousadas rurais. A cidade dispõe, ainda, de um Centro Regional de Eventos, com quase 10 mil m2 de área construída, que já sediou até um rodeio in door.

Existem vários clubes recreativos, destacando-se: Clube Monte Líbano, que tem até campo de golfe; Harmonia Tenis Clube; Palestra Esporte Clube, o maior da cidade; Thermas Internacional São José do Rio Preto, com a maior piscina de águas quentes do país; Automóvel Clube; Clube do Lago e Presidente Praia Clube.

São José do Rio Preto dispõe de condomínios residenciais de alto padrão, como: Débora Cristina; Borgenville; Damha 1, 2 e 3, Recanto Real; Vila Santa Helena; Village La Montagne. A cidade tem, ainda, os condomínios de Vila Borguese, Cedro, Forest Hills, Greenville 1 e 2, Greenville Edcit, Green Park, Green Garden e Green Island.

A rede geral de água atende 98% da população e a de esgoto, 97,5%. Os serviços de coleta de lixo são terceirizados, o transporte coletivo é operado por concessionária e a prefeitura pretende privatizar a administração da rodoviária e fazer a concessão dos serviços de água e esgoto.

São José do Rio Preto possui 53 agências bancárias e 32,7 terminais telefônicos para cada grupo de 100 habitantes. Conta, também, com quatro emissoras de rádio AM e cinco FM, seis transmissoras de televisão (TV Progresso/Globo, TV Record, SBT/TVI, Rede Vida, TV Bandeirantes, TV da Cidade), dois jornais diários, além de provedores de acesso à Internet (AOL, UOL, BOL, Terra e IG).

Para atrair empreendimentos para os distritos e minidistritos industriais do município, a prefeitura oferece isenção de tributos e concessão de áreas para instalação, além de negociar novos incentivos.

 
Fontes consultadas: Fundação SEADE • Investimentos.SP - 2008