ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
O município sobrevém um antigo bairro rural de Jundiaí, conhecido por Várzea. Até sua emancipação, a região era chamada de Várzea e Secundino Veiga, sucessivamente; apesar disso o topônimo atual passou a ser empregado ainda sobre o foro de distrito, quando o sufixo “Paulista” foi empregado, pelo fato de já existirem outros municípios denominados Várzea.
 

 

Várzea Paulista é a Terra das Olarias. Confira!

 
 
 
DESTAQUE
 
 
VÁRZEA PAULISTA: CIDADES DAS ORQUÍDEAS
 

Lançado em 2005, o projeto ‘Várzea Paulista: Cidade das Orquídeas’ tem o objetivo de divulgar a marca da cidade em todo o território nacional e até mesmo em outros países. Além da realização anual da Orquivárzea, o governo utiliza em todos seus materiais o logo ‘Cidade das Orquídeas’, criando uma identidade visual positiva.
Nas escolas municipais, professores desenvolvem atividades relacionadas ao tema e incentivam o cultivo de orquídeas.
Ações para mídia, como a divulgação dos quatro orquidários existentes na cidade - Biorchids, Flores Vivas, Emanuel e Fioresi - e sobre a potencialidade de cultivo, comercialização e exportação da planta tornaram Várzea Paulista conhecida nacionalmente na área. Com isso foi criada a Associação dos Orquidófilos de Várzea Paulista e a inclusão da festa no calendário da Coordenadoria das Associações Orquidófilas do Brasil.

Em 2010, também se iniciou o plantio de orquídeas nas praças, áreas públicas e vias da região central. Mais de 400 flores já foram plantadas e outras 380 ainda estão sendo espalhadas por diversos pontos da cidade, tornando a orquídea e sua representatividade parte do cotidiano da população.

6ª Orquivárzea, evento que acontece em agosto de 2010

Uma das maiores festas de Orquídeas do Brasil acontece em agosto. A Orquivárzea conta com exposição de orquídeas, expresso orquidário, praça de alimentação, apresentações musicais e grandes shows.

Reconhecida nacionalmente, participam da festa orquidófilos de todo o país para expôr milhares de

 
IGREJA MATRIZ: SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DOS
 

A Orquivárzea recebeu em 2009 cerca de 70 mil pessoas

 
belas e raras orquídeas, que concorrerão a prêmios nos concursos técnico e popular.

A festa, que já faz parte do calendário de eventos do município e da Coordenadoria das Associações Orquidófilas do Brasil (Caob) e recebeu no último ano, cerca de 70 mil pessoas, que admiraram a beleza das orquídeas.

A festa também já recebeu outros grandes nomes da música popular brasileira como Almir Sater, Lenine, Zé Geraldo, Chico César e Zé Ramalho.

O potencial de Várzea Paulista como produtora de orquídeas foi descoberto há seis anos, e evidenciado através da Orquivárzea. “A festa já se tornou tradição. Não é somente um evento. Ela traduz o sentimento de orgulho e de autoestima da população, que viu nos últimos anos Várzea Paulista se transformar na cidade símbolo das orquídeas”, conta orgulhoso o prefeito Eduardo Pereira, que se tornou orquidófilo com a realização da festa.

Fonte: Prefeitura. Julho/2010
Foto: Eder Junior da Silva

 

PONTO DE CULTURA EM VÁRZEA PAULISTA

     

O Projeto Cultura Viva, desenvolvido pelo Ministério da Cultura (MinC), tem como ação prioritária a criação e manutenção de Pontos de Cultura. Para se ter uma idéia, são mais 150 unidades no Estado de São Paulo e outras 500 espalhadas pelo Brasil. A proposta é fomentar e articular as atividades culturais já existentes nas cidades. Instalado no Centro Cultural, o Ponto de Cultura de Várzea Paulista foi inaugurado em 7 de abril de 2008.

Na ocasião da abertura, foram oferecidos cursos gratuitamente. Num primeiro momento, aconteceu a implantação de oficinas de teatro, reciclagem, canto, artes plásticas e grafite. Sendo que a promessa era que o projeto se estenderia ainda mais.

Alunos da oficina de teatro, em 2008

De acordo com o departamento de cultura do município, as Oficinas de Teatro continuam ocorrendo no Ponto de Cultura na Vila Popular. E mais, até o momento, agosto de 2008, o prometido telecentro está sendo instalado, e a área que abrigará o estúdio e a biblioteca está passando por uma reforma e adequação.

Assim que o município tomou conhecimento do projeto Ponto de Cultura por meio do Programa Cultura Viva, o departamento de cultura elaborou uma proposta que foi enviada ao MinC. Com a aprovação, Várzea Paulista passou a receber os equipamentos para começar o trabalho.

 

A promessa é que o estúdio esteja pronto em breve

Ronaldo Pereira, assessor técnico da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, reafirma o intuito do projeto dizendo que o objetivo principal é difundir a cultura nas regiões mais carentes da cidade, articulando e impulsionando ações já existentes nas comunidades. O assessor ainda explica que a prefeitura pretende incentivar a inclusão digital e as manifestações culturais do município. 

O Centro de Cultura de Várzea Paulista foi inaugurado em 30 de outubro de 2001 e abriga a sede do Departamento de Cultura do município.

Centro Cultural
Rua Manoel Gonçalves, 200 - Jardim Primavera - CEP 13220-290
Várzea Paulista - São Paulo - Fone Tel: 11 4595 4080
e-mail: secvp@varzeaonline.com.br







Texto: Daniella Cornachione.
Fotos: Prefeitura de Várzea Paulista

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Várzea Paulista começou a ser povoada na época da República. Segundo historiadores, Várzea chegou a participar do ciclo do café, mas o que se desenvolveu satisfatoriamente foi o setor de olarias, graças a grande quantidade de barro, que era utilizada como matéria-prima.

Antes de se chamar Várzea Paulista, o lugarejo era chamado apenas de Várzea, uma alusão ao terreno ribeirinho, baixo e plano, situado às margens de um rio.

 

O local ainda recebeu o nome de Distrito Secundino Veiga, em homenagem a um jornalista de mesmo nome que morreu naquela época.

Em 21 de março de 1965, a cidade foi oficialmente instalada, recebendo o nome complementar de Paulista, a fim de se diferenciar de outras sete localidades brasileiras denominadas Várzea.

 
Texto extraído do site: www.tvtem.globo.com
 
GASTRONOMIA
 
Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
Bandeira
 
 
Brasão