ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Tapiratiba (tupi): Morada da anta (tapir: anta; tiba; morada.) Surgiu a partir da fazenda Soledade, fundada em 1821 por Domiciano José da Souza e Mariana de Almeida e Silva. Sua filho, Carolina de Almeida e Silva, casou-se com Thomaz José Dias e, em 1897, doou 20 alqueires à Igreja para pagar uma promessa feita à Nossa Senhora da Conceição. Em 1898 foi construída a capela com o nome da santa, a partir de onde a cidade se desenvolveu. Em 1928, deixou de ser distrito de Caconde.
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Provenientes das Minas Gerais, Domiciano José de Souza e Vigilato José Dias chegaram, em 1842, nas terras onde hoje está localizado o município de Tapiratiba.

Vieram em busca de ouro e, imediatamente, reuniram seus escravos para explorar as terras e iniciar seu desbravamento.

Encontrando terras férteis, iniciaram o cultivo do café, fundando as fazendas Soledade e Bica de Pedra.

Com o falecimento dos dois desbravadores, a Fazenda Soledade passou às mãos do genro de Domiciano, Thomas José Dias, e a Fazenda Bica de Pedra, ao capitão Indalécio de Souza Dias.

 

Em 1898 foi construída a primeira capela nas terras doadas por Thomas José Dias e sua esposa, denominada Capela Nossa Senhora Aparecida, dando origem a um povoado.

Em 6 de dezembro de 1906, foi elevado à categoria de distrito, em terras do município de Caconde, com o nome de Tapiratiba.

Conquistou autonomia político-administrativa em 27 de dezembro de 1928. O nome do município origina-se do tupi tapiratyba, “lugar onde havia muitas antas”.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão