ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Severínia (portuguesa): Homenagem ao sertanista José Severino de Almeida. O lugarejo começou a partir de sua fazenda, chamada Bagagem, e se desenvolveu com a chegada da Companhia de Estrada de Ferro São Paulo-Goiás, já extinta. Em 1914, ganhou o curioso nome de Chave, referência à alavanca que movimenta os trilhos para fazer desvios. Em 1921, a estação de trem passou a se chamar Severínia que, em 1931, ficou com o nome definitivo da cidade. Antes da emancipação, em 1953, era distrito de Olímpia.
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Severínia foi fundada por José Severino de Almeida e seus filhos, proprietários da Fazenda Bagagem, que, em 19 de fevereiro de 1914, doaram terras para a formação do patrimônio de São José de Severínia.

Sua formação esteve ligada à passagem, pela região, da Companhia de Estradas de Ferro São Paulo– Goiás, futura Companhia Paulista de Estradas de Ferro.

No trecho entre Bebedouro e Olímpia, inaugurou-se, em 1913, a estação Monte Verde, cabendo apenas uma pequena parada nas terras da Fazenda Bagagem.

Os fazendeiros das redondezas formaram, então, uma comissão para

 

pleitear, junto à companhia ferroviária, uma estação própria naquela parada.

Sua construção foi custeada por José Severino de Almeida, recebendo, inicialmente, o nome de Luís Barreto, que acabou se estendendo para todo o antigo povoado.

Em 1º de dezembro de 1921, criou-se o distrito com o nome de Severínia, com sede no povoado de Luís Barreto, no município de Olímpia.

Sua denominação foi alterada, em 14 de fevereiro de 1931, para Luís Barreto e, em 20 de setembro de 1938, novamente para Severínia. Em 30 de dezembro de 1953, tornou-se município autônomo.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão