ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Santo Anastácio (portuguesa): Em 1917, três engenheiros – Luiz Ramos, Silvano Wendel e Francisco Bravo Del Val – compraram 50 alqueires de terras da Companhia dos Fazendeiros Paulistas. Derrubaram matas e fundaram um povoado que, em 1921, tornou-se o distrito de Paz. Quatro anos depois, a localidade se desvinculou de Presidente Prudente e ganhou o atual nome, em homenagem ao padroeiro da cidade.
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

A cidade foi fundada, por volta de 1917, por Francisco Bravo del Val e sua família, que, após a aquisição de um lote de 50 alqueires da Companhia dos Fazendeiros Paulistas, iniciaram o processo de colonização do lote, construindo as primeiras moradias e plantando as primeiras roças.

Em fins de 1918, o povoado já possuía poucas casas e uma máquina de beneficiar arroz e café, de propriedade de Manoel Falcão.

Mas o impulso definitivo a seu desenvolvimento foi dado pelo avanço da Estrada de Ferro Sorocabana até a sede do novo povoado, seguindo ainda

 

em direção às barrancas do Rio Paraná (Porto Epitácio), trabalho realizado pelo engenheiro dr. João Carlos Fairbanks.

Assim, em 1921, Santo Anastácio contava com o serviço de dois trens semanais de passageiros com destino à capital.

Em 28 de novembro de 1921, foi elevado à categoria de distrito do município de Presidente Prudente e, em 19 de novembro de 1925, tornou-se município autônomo.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão