ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Santa Maria da Serra (portuguesa): Em 1867, o fazendeiro Thomás Firmino da Silva doou terras para construir a igreja Santa Maria e um cemitério, 600 metros acima do nível do mar – Daí o “da Serra”. Recebeu imigrantes italianos e espanhóis e emancipou-se de Piracicaba em 1959.
 
DESTAQUE
 
 

FAZENDAS TURÍSTICAS

     

O turismo ecológico constitui o principal atrativo da cidade que é circundada por uma Área de proteção ambiental (APA), especificamente nas rodovias SP 191, SP 304 e vacinais. Todo o território de Santa Maria da Serra é compreendido pela APA.

Santa Maria da Serra faz parte de uma Área de Proteção Ambiental

A pesca esportiva, passeios náuticos, trilha e banho de cachoeira são as principais atividades que o turista tem a chance de praticar em Santa Maria da Serra. O contato com a natureza se dá nas fazendas turísticas, especialmente.

A Fazenda Santana liga o município à cidade de São Pedro e conta com cinco cachoeiras, sendo uma delas ainda não explorada. Outra opção é a Fazenda Nova Ceilão, que possui não só cachoeira, como também propicia a prática de trilhas e a visita a uma gruta.

 

Banho de cachoeira é pedida certa

A 3 km do centro da cidade, encontra-se o complexo turístico Serelepe. O condomínio fica às margens do Rio Piracicaba, e, de acordo com Murilo Cury, Secretário de Turismo da prefeitura, existe um plano para construção de marina, pousada, centro de eventos e etc.; no entanto, o projeto está parado, à espera de investidores.

Próxima à Serelepe está a Fazenda Monte Carmelo, que ainda não é aberta ao público, mas está em processo de adequação para que isso ocorra em breve. O espaço é privilegiado, onde se encontra uma cachoeira de fácil acesso e passível de ser desfrutada por pessoas de qualquer idade.


Texto: Daniella Cornachione
Fotos: Prefeitura Municipal de Santa Maria da Serra

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

A origem do atual município de Santa Maria da Serra reporta-se à construção de uma  capela e um cemitério, em terras doadas por proprietários da Fazenda Ribeirão Bonito, em 27 de outubro de 1867.

Formou-se, ao redor da capela da padroeira Santa Maria, um núcleo populacional. Após certo crescimento, o povoado foi elevado a freguesia em 22 de fevereiro de 1881, com o nome de Santa Maria, em terras do município de Piracicaba.

 

Embora se ignore a data precisa, no período entre 1887 e 1897, a freguesia foi transferida para São Pedro.

Em 30 de novembro de 1944, teve seu nome alterado para Tupananci, até que recebesse, em 24 de dezembro de 1948, a denominação atual.

Tornou-se município autônomo em 18 de fevereiro de 1959.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão