ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Saltinho (portuguesa): O riacho que passa pela cidade tem um pequeno salto, o que explica o nome. Era distrito de Piracicaba até 31 de dezembro de 1991, quando ganhou sua autonomia. Contudo, festeja o aniversário em 19 de maio, data em qu3 a emancipação foi aprovada em plebiscito.
 

Saltinho faz parte
do Caminho do Sol
.

Conheça aqui os roteiros do Estado!

DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

As primeiras referências de Saltinho remetem a uma doação de terras devolutas na região de Piracicaba feita pelo Governo da Província na segunda metade do século XVIII.

Da parte recebida pelo Major Fernandes (tronco da família Ferraz de Arruda Pinto) despontou o povoado que deu origem ao município, já que passou a pagar aos que lhe prestavam serviços com lotes de terra.

Além de novas famílias que foram se estabelecendo paulatinamente, o desenvolvimento local contou com a chegada, por volta de 1880, de imigrantes italianos atraídos pela possibilidade de trabalho nas lavouras

 

de café de Piracicaba, que contribuíram para a diversificação de culturas agrícolas e para o início das atividades ligadas ao comércio.

Em 8 de dezembro de 1922, foi criado o distrito em terras do município de Piracicaba, que seria transferido, em 13 de dezembro de 1929, para o município de Rio das Pedras.

Em 30 de novembro de 1938, voltou a pertencer a Piracicaba, permanecendo nessa condição até 30 de dezembro de 1991, quando finalmente obteve autonomia político administrativa.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Povo altivo de nobre passado
És, Saltinho, uma rica promessa,
Uma vida que em sonho começa,
Belo sonho afinal realizado.
Passos firmes buscando o futuro,
Devancio de gente feliz,
Marcha excelsa, idealismo mais puro,
Um pendão de esperanças gentis.

II

Eis à frente um caminho de luta,
De trabalho, de esforço e vontade.
Dos teus filhos porém é vaidade
Conquistar a vitória impoluta.
O progresso, a grandeza, a cultura
São fanais do teu belo porvir.
Nos teus campos, da cana a cultura,
Nos teus lares, a amor a sorrir.

III

O amanhã que te espera tem brilhos
De uma aurora de encantos sonhados.
O Astro-rei aquecendo os telhados
Ilumina o valor dos teus filhos.
Desse templo que se ergue na praça
Descem bênçãos de luz divinal,
Como um rio de crença e de graça,
Saltinhense, à vitória final!

 
 
Letra: Lino Vitti
Música: Vicente Gimenes
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão