ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Nova Odessa (portuguesa): Seu nome é proveniente do grande número de imigrantes vindos da cidade russa de Odessa. Foi fundada em 24 de maio de 1905, por imigrantes da região, como distrito de americana. Emancipou-se em 1º de janeiro de 1960.
 

Nova Odessa faz parte do
Circuito Turístico da Ciência e Tecnologia


Conheça aqui os roteiros do Estado!

DESTAQUE
 

Um pedaço da Letônia no Interior Paulista

Por Jarbas Favoretto*
 

Nova Odessa é também conhecida por “O Paraíso Verde” tem mais de 30 árvores para cada habitante, o dobro do que é recomendado pela ONU. O nome foi escolhido em referência ao planejamento urbano semelhante à cidade de Odessa, na Ucrânia, de ruas largas e quadras regulares.
Ali está a sede do Instituto de Zootécnica do Estado de São Paulo, fundado em 1905, e é uma referência internacional na pesquisa científica nas áreas de produção animal e pastagens – um dos maiores centrosde produção de tecnologias

 

agropecuárias. Atualmente a cidade de Nova Odessa tem a maior colônia de descendentes de letos fora da Letônia. É um pedaço da Letônia no Brasil. E nós tivemos o prazer de participar no último dia 18 de novembro das comemorações de aniversário daquela República.
Você também pode visitar o Instituto Plantarum, Parque Ecológico, Centro Cultural, e vários eventos com destaque para o coral da cidade, Orquestra de Violas, e exposições de artistas plásticos. (19) 3476-6052.

Casa de Brinquedos, no Centro Cultural de Nova Odessa. - Foto Jarbas Favoretto
 
* Presidente da Amitur - Associação dos Municípios
de Interesse Cultural e Turístico
 
 
SEMANA SANTA EM NOVA ODESSA: UM VERDADEIRO
ESPETÁCULO CRISTÃO

Desde 1997 a prefeitura de Nova Odessa realiza a Encenação da Paixão de Cristo.Todo ano, milhares de pessoas são atraídas pelo evento que é considerado o segundo maior espetáculo da Semana Santa na região. A cada ano a produção traz novidades para surpreender o público, seja na montagem do cenário ou na preparação do figurino.
O momento mais esperado do espetáculo ocorre na ascensão de Cristo, após sua ressurreição, quando o ator sobe a uma altura equivalente a cinco andares, mais alto até do que a mais famosa encenação do Brasil, em Nova Jerusalém, Pernambuco. A encenação também é sempre enriquecida com cenas inéditas da Paixão de Cristo. Um espetáculo que cresce e ganha mais reconhecimento em cada nova edição.

 

COMUNIDADE LETÃ EM NOVA ODESSA

     

Pouco antes do fim da escravidão no Brasil, decretado somente em 1888, a pressão para que o país abolisse essa prática era intensa. Em 1870, o Brasil havia vencido o Paraguai numa guerra na qual os escravos foram os principais combatentes. A vitória fortaleceu o movimento abolicionista que culminou no decreto da Lei Áurea 18 anos depois.

Para substituir tamanha mão-de-obra, demandada especialmente pelos cafeicultores paulistas, a solução foi incentivar a imigração. A vinda de europeus para trabalhar nas lavouras brasileiras só se tornou uma medida definitiva quando o governo da província de São Paulo assumiu o encargo de custeá-las.

Em 1904, com o governo de Jorge Tibiriçá, o doutor Carlos Botelho assumiu a Secretaria de Agricultura de São Paulo. Tendo em vista a necessidade de substituir a mão-de-obra escrava, o secretário realizou políticas que incentivaram a imigração européia.

Numa de suas viagens pelo continente europeu, Botelho se encantou pela

 
cidade de Nova Odessa, na Ucrânia. Nascido em Piracicaba/SP, o médico resolveu então criar um povoado com condições semelhantes às que viu na Ucrânia. Logo de início, após desapropriar a Fazenda Pombal a fim de transformá-la na cidade de Nova Odessa, Carlos Botelho proporcionou a vinda de imigrantes vindos da Rússia. O processo de adaptação foi complicado, pois, como se sabe, o clima brasileiro é muito diferente do russo. Ainda assim, o secretário incentivou a vinda de letões (ou letos), que estavam já em Santa Catarina e também em seu país de origem, a Letônia.

Foi dessa forma que o município de Nova Odessa nascia. A imigração européia, não só de russos e letos, configurou a diversidade étnica local.

Em 2006, a comunidade letã (ou leta) na cidade comemorou 100 de imigração.






Texto: Daniella Cornachione
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

O núcleo colonial de Nova Odessa, criado em 24 de maio de 1905 por Carlos José de Arruda Botelho, é considerado o marco da fundação do município.

Foi estabelecido nas terras da Fazenda Pombal, adquirida pelo Governo do Estado a fim de acomodar os imigrantes, na maioria letões, que haviam chegado à região por volta de 1898.

O núcleo recebeu, inicialmente, um grande número de judeus russos, já

 

que, entre os anos de 1905 e 1906, o Governo Russo implementava uma política de incentivo à imigração de pessoas de origem judaica.

Em 30 de novembro de 1938, foi elevado a distrito do município de Americana, mas somente em 18 de fevereiro de 1959, obteve autonomia político-administrativa.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

I
Erguei, heróis de outrora, o vosso brado
A fim de que o futuro o possa ouvir,
Usando como espada o velho arado
Rasgando a terra, a ela a vos servir,
A semente plantada no passado
Com os frutos surgindo no porvir:
Assim nascestes, sonho acalentado
Por Botelho, que aqui vos viu surgir

II
Plantado por titãs de mar afora,
Em dadivosa terra bandeirante,
Sois hoje realidade retumbante
Que retrata o progresso de agora
O passado, de lutas, teve instantes
Em que heróis se forjaram em vossa história:
E um Valente ascendeu em um levante
Fazendo de seu sangue vosa glória

Estribilho
Nova Odessa, salve, salve;
Para o amanhã despertai!
Nova porta que se abre
Pro futuro o mundo vai
E na senda da grandeza
Deste Estado e da Nação
Nova Odessa és realeza:
Ergue alto o teu Brasão!

III
Unidos marcharemos para a frente
Formando um grandioso pelotão:
Soldados de rincões tão diferentes - Letos,
Americanos, na união com Portugueses,
Italianos, - toda gente
Que constrói, com amor, esta Nação,
Compõe a nova raça do presente,
Fazendo do vizinho um novo irmão.

IV
Nascestes como um núcleo colonial
Nos fimbrias deste século iniciado;
Inda tens plantio em zona rural
Da cana como centro de mercado,
Na urbe a melodia sempre igual,
Num ritmo binário e sincopado,
Tecem as máquinas o manto alado
Do vosso anjo, que vela em vôo triunfal...

 
 
Música: Edson Carlos Janson Kriger
Versos: Alcides Gonçalves Sobrinho 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
 
Bandeira
 
 
Brasão