ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Nantes (portuguesa): Homenagem a Messias Nantes, assassinado por João Mira em uma disputa de terra entre as duas maiores famílias de fazendeiros da região. Antigo povoado de Coroados, tornou-se distrito de Iepê em 1953 (quando passou a se chamar Nantes) e emancipou-se em dezembro de 1995.
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

As terras onde se situa o município de Nantes começaram a ser ocupadas por volta de 1925, pelas famílias Nunes, Oliveira, Alves de Oliveira, Ramos de Oliveira e Nantes, dentre outras.

Por causa da grande quantidade de madeira de lei existente, o sr. Aires Pinto instalou, em 1935, uma serraria, e deu início ao patrimônio, que se chamou Coroados por estar próximo ao rio com esse nome, menção aos índios Coroados da região.

O crescimento populacional promoveu o estabelecimento de casas comerciais

 

e, em 1943, foi construída a primeira igreja em louvor a São Sebastião.

Somente dez anos mais tarde, em 30 de dezembro de 1953, o patrimônio foi elevado à categoria de distrito do município de Iepê, com o nome de Nantes, em homenagem a Messias Nantes, pioneiro morto em um conflito pela posse de terras devolutas.

Em 27 de dezembro de 1995, o distrito de Nantes obteve autonomia político-administrativa.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão