Twitter da Câmara de Itapeva|

 
 
ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Itapeva (tupi): Faz referência a pedra (ita) chata (peva), por causa de um exemplar que existe na região. Foi fundada em 20 de setembro de 1769 por Antônio Furquim Pedroso. Até 1911, foi conhecida como Itapeva da Faxina, passando depois para Faxina, que durou até 1938.
 
 
Aeroporto de Itapeva - SDYW 
End.: Estrada da Caputera, km.4
Itapeva - São Paulo - Brasil
Telefone: (15) 3524-1001
 
 
DESTAQUE
 

ITAPEVA TEM HISTÓRIA

Por Jarbas Favoretto*
 

Nos idos de 1693, o caminho existente entre São Paulo e Sorocaba precisou ser prolongado até a cidade de Curitiba que começava a existir. Os criadores de gado precisavam por ali passar. Era o início do caminho dos Tropeiros na região.
Numa das paradas nasceu a cidade de Itapeva que hoje conhecemos, a menos de 300 km da capital. Uma cidade de alto interesse cultural e turístico encravada numa região belíssima e com vários outros atrativos.
As estradas até lá são boas, A Secretaria de Turismo atende bem. E você pode participar de eventos em fins de semana como, por exemplo, o ‘Projeto Danças de Quinta’, no coreto que não pode faltar na praça, o lançamento de algum livro, ‘Projeto Cultura na Praça’, ou o ‘Projeto Lira’.

 

ALGUNS ATRATIVOS
Em prédio construído para ser armazém da tradicional Estrada de Ferro Sorocabana, na cidade de Itapeva, mas que para isso nunca foi usado, hoje está a Estação Cultura de Itapeva, abrigando a Biblioteca Pública Josina Vasques Ferrari, a Biblioteca Escolar Infantil Marília Pimentel Dias Gatti, a Biblioteca Hilário Martins, o Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Itapeva, bem como a Secretaria Municipal da Cultura de Turismo.
A Casa da Cultura Cícero Marques, num prédio construído em 1881, é outra preciosidade do passado que precisa ser cuidada no presente. Inúmeras famílias que ali moraram antes do prédio passar para o poder público fizeram parte da história da cidade sendo, assim, um marco da cidade de Itapeva que aguarda a sua visita.

Estação Cultura- Foto: www.itapeva.sp.gov.br
 
* Presidente da Amitur - Associação dos Municípios
de Interesse Cultural e Turístico
 
 
 
CURIOSIDADES
 

A TROPEADA

Promovida pela Associação Intermunicipal Circuito Cultural Caminho Paulista das Tropas, a Tropeada, tradicional na região, comemora a Semana do Tropeiro de Sorocaba.
Com saída de Itararé, a tropa, acolhida pelas fazendas ao longo do caminho, passa pelas cidades de Itapeva, Taquarivaí, Buri, Itapetininga, Alambari, Capela do Alto, Tatuí, Boituva, Iperó, Araçoiaba

 

da Serra e chega em Sorocaba, para encerrar as comemorações da Semana do Tropeiro, que acontece há mais de 43 anos.
Os tropeiros tem lugar especial na história do Brasil. Apareceram entre os séculos 17 e 19, viajavam no lombo de burros e mulas, suprindo as necessidades de alimentos dos exploradores de minas entre a região sul e sudeste do país. Enfrentavam sol escaldante e chuva cortante.

Silveiras - Foto OPY Imagens
 
 
HISTÓRIA
 
 

O início do século XVIII, a região de Itapeva já era conhecida como ponto obrigatório de passagem de tropeiros que vinham de Itapetininga e Sorocaba em direção a Curitiba.

Antônio Furquim Pedroso, ao se instalar nessas terras, fundou um povoado sob a invocação de Santa Ana.

Em 11 de junho de 1766, foi elevado a freguesia no município de Sorocaba, com a denominação de Faxina.

Passou a vila por meio de uma portaria de 27 de junho de 1769, e alguns anos depois mudou de lugar, stabelecendo-se em um local chamado pelos índios de Itapeva.

 

Em 31 de março de 1838, seu nome foi alterado para Itapeva da Faxina e, em 20 de julho de 1861, a vila recebeu foros de cidade, mas somente em 30 de novembro de 1938 teve sua denominação alterada para Itapeva, do tupi: itá, “pedra” e peba, “chata”, “de pouca altura”.

Sua economia, a partir de 1870, esteve voltada para a produção do algodão, mais tarde substituída pela lavoura de trigo.

Por volta de 1940, com a descoberta de jazidas minerais, passou a ter, na extração de minérios, uma de suas mais importantes atividades econômicas.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
 
 
Bandeira
 
 
Brasão