ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
O município abrigou a maior colônia agrícola para o tratamento psiquiátrico de São Paulo. Foi construído em 1895 por Ramos de Azevedo para o internamento dos deficientes mentais de um hospital paulistano. A fazenda- hospital era dirigida pelo médico Dr. Francisco Franco da Rocha que, após sua morte, foi homenageado quando o lugarejo foi elevado a distrito do município de Mairiporã.
 
 
 
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Antigo povoado do município de Juqueri, Franco da Rocha foi caminho dos bandeirantes que seguiam em direção a Minas Gerais e, até o século XIX, a maior parte das suas terras estava ocupada por fazendas.

A região começou a se desenvolver a partir das intervenções da São Paulo Railway, responsável pela construção de várias estações ferroviárias locais, dentre as quais, a de Juqueri, inaugurada em 1888.

Cerca de dois anos antes, Filoteo Beneducci chegou ao lugarejo com o firme propósito de descobrir ouro para exploração em grande escala. Não existia, porém, quantidade suficiente do minério que justificasse um grande investimento e Beneducci resolveu dedicar-se simplesmente à extração de pedras, enviadas a São Paulo pela estrada de ferro, e se tornou a primeira atividade industrial local.

Um dos fatos mais importantes da história do município foi, no entanto, a instalação do hospital psiquiátrico, que contribuiu para o seu desenvolvimento e passou a ser um de seus marcos.

 

A fim de aliviar a superlotação dos outros dois únicos lugares destinados a abrigar os doentes, ambos na cidade de São Paulo, começou a ser construída em 1895, com a direção de Ramos de Azevedo, a Colônia Agrícola de Juqueri. O médico Francisco Franco da Rocha, a serviço do governo do Estado, foi o responsável pela escolha do local que, inicialmente, ocupava um terreno à margem da linha férrea, próximo à estação Juqueri.

Posteriormente, foram incorporadas ao patrimônio do hospital as fazendas Cresciúma e Velha e, por volta de 1916, o governo do Estado adquiriu as terras que tinham pertencido a Beneducci para abrigar uma usina elétrica do hospital, que durante alguns anos forneceu energia para a estação e para todo o povoado.

Ao assumir a condição de distrito do município de Mairiporã, em 21 de setembro de 1934, adotou a denominação atual e, em 30 de novembro de 1944, Franco da Rocha tornou-se município autônomo.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
 
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
 
 
 
Bandeira
 
 
Brasão