ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Caieiras (portuguesa): A denominação refere-se a três fornos de cal cuja produção era utilizada para clarear o papel da Companhia Melhoramentos. Inicialmente, era distrito da vizinha Franco da Rocha, Emancipou-se em 14 de dezembro de 1958.
 
 
DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Caieiras se formou impulsionada pela instalação da fábrica de papel Companhia Melhoramentos, em 12 de abril de 1890, nas terras do coronel Antônio Proost Rodovalho. O núcleo populacional criado só veio a se expandir, de forma mais efetiva nas primeiras décadas do século XX.

Data de 1931 a criação do bairro de Cresciúma, de onde teria resultado a formação do município.

 

Em 30 de novembro de 1938, foi criado o distrito que pertencia ao município de Mairiporã e que, em 30 de novembro de 1944, foi transferido para Franco da Rocha. Tornou-se município autônomo em 18 de fevereiro de 1959.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   

RESERVA ESTADUAL DA CANTAREIRA E HORTO FLORESTAL

Municípios: Caieiras, Guarulhos, Mairiporã e São Paulo
Processo: 20536/78     
Tomb.: Res. 18 de 4/8/83    
  D.O.: 6/8/83
Livro do Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico:
Inscrição nº 14, p. 304, 8/9/1986

A Reserva Estadual da Cantareira foi criada em fins do século passado visando garantir a captação de água para a cidade de São Paulo.
Patrimônio atual da Sabesp, mas administrado pelo Instituto Florestal que ali criou um Parque Estadual, conta com 5.647 ha que, de acordo com o seu valor geológico, geomorfológico, hidrológico e paisagístico, tem a condição múltipla de banco genético tropical, dotado de ecossistemas representativos da flora e fauna, funcionando também como espaço serrano regulador das qualidades ambientais e dos recursos hídricos da região metropolitana da Grande São Paulo.

O tombamento inclui a Pedra Grande, batolito granítico que aflora a 1.050 m de altitude; a bomba d'água, relíquia histórica dos primórdios do abastecimento da cidade, datada de 1906, movida a vapor, localizada na Barragem do Engordador e o Parque Estadual da Capital, antigo Horto Florestal, criado em 1898 pelo engenheiro e botânico sueco Alberto Loefgreen, membro da Comissão Geográfica e Geológica de São Paulo.
A área tombada localiza-se entre as coordenadas UTM 7.415,00-7.405,00 kmS e 337,00 kmE.

Fonte: Processo de Tombamento / Condephaat • 2007
 
 
Galeria
 
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
 
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
 
 
 
Bandeira
 
 
Brasão