ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   

Polis (cidade, em grego), com isso o nome de Areiópolis que significa literalmente, “Cidade de Areia”. Mas o topônimo deve-se antes ao nome do curso d´àgua que banha a cidade, é o rio Areia Branca.

 

Areiópolis faz parte do
Roteiro Turístico Pólo Cuesta


Conheça aqui os roteiros do Estado!

DESTAQUE
 

Aguardando matérias e pautas.

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

As principais características do município de Areiópolis é a sua localização privilegiada, bem no centro do Estado de São Paulo, próximo das cidades de Bauru e Botucatu, servido pela Rodovia Marechal Rondon, já duplicada.

Oficialmente Antonio Gonçalves e Joaquim Ignácio de Oliveira Góes são considerados fundadores de Areiópolis. Já 1893 a construção da capela é iniciada e, quatro anos mais tarde a mesma é sagrada no dia 13 de maio.

O Distrito de Paz de Areiópolis, sua denominação definitiva, recebeu o apoio da Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo que aprovou um projeto de emancipação política de autoria dos Deputados Geraldo Pereira de Barros e César Arruda Castanho, em 1959 ( Lei nº5295 de 18 de fevereiro de 1959 ).

No dia 04 de outubro de 1959 realizaram-se as primeiras eleições municipais, tendo sido eleitos o Prefeito Pedro Pupo da Silveira e o vice Riccieri Mantovani. A primeira Câmara Municipal foi integrada por José Francisco Bernardes, Abílio Lourenço Blanco, José Borgato Filho, Oswaldo Cação, Dácio Helene, Hélio Ramos de Oliveira, Ignácio Leite, Procópio Vieira e Izaltino Francisco dos Santos .

 

A década de 50 do presente século foi o novo marco do desenvolvimento de Areiópolis com o asfaltamento e traçado definitivo da Rodovia Marechal Rondon, passando ao Sul da sede urbana interligada a esta por um acesso também asfaltado que, em continuidade com a rua Vereador Ignácio Leite percorre grande parte da área urbana longitudinalmente, dando acesso á área central a cidade.

A decadência do café foi compensada pelo crescimento significativo do cultivo da cana-de-açúcar, favorecido pelas benesses do Pró-Álcool, programa energético federal implementando na década de 70 deste século. A partir daí, o vegetal, encontrando solos favoráveis e uma série de usinas e destilarias consumidoras localizadas nas proximidades, tomou um impulso extraordinário, trazendo para Areiópolis populações de várias áreas do Estado e do país, culminando com e excepcional marca de crescimento demográfico de 48,12% no período compreendido entre 1980 e 1991, um dos maiores do Estado e muito superior à média brasileira. Nesse período Areiópolis pulou do 10º para o 6º lugar entre cidades mais populosas da então Região de Governo de Botucatu.

 
Texto extraído do site: www.tvtem.globo.com
 
GASTRONOMIA
 
Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Bandeira
 
 
Brasão