ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   
Águas de São Pedro (portuguesa): Fundada em 25 de julho de 1940, ao lado da cidade de São Pedro, recebeu o nome devido às três fontes medicinais existentes no lugar: Almeida Sales, Gioconda e Juventude. Foi emancipada de São Pedro em 02 de abril de 1949.
 

Águas de São Pedro faz parte
do Caminho do Sol
.

Conheça aqui os roteiros do Estado!

 
NOTÍCIAS E PAUTAS
Águas de São Pedro quer liderar o IDH do país

Águas de São Pedro é a segunda menor cidade do país, e com uma população de quase 3.200 habitantes, é também a cidade que possui o segundo maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
Saiba mais...
 
DESTAQUE
 
   

CAMINHO DO SOL: SUPERAÇÃO E APRENDIZADO
NA CAMINHADA DE LONGA DISTÂNCIA

     

José Palma, 58, teve o primeiro contato com o Caminho de Santiago, na Espanha, ao assistir ao filme Via Láctea, de Luis Buñuel, em 1968. Duas décadas depois, foi outra obra, dessa vez literária, que o levou a se aproximar do roteiro: O Diário de um Mago, de Paulo Coelho. Mas foi só em 1996 que Palma percorreu o Caminho de Santiago.

A cidade de Santiago de Compostela é mundialmente conhecida pela catedral de mesmo nome, onde os peregrinos que fazem o caminho se deparam com o manto de Sant’Iago (na grafia original), cujos restos mortais acredita-se estarem enterrados sob a igreja.

 José Palma, idealizador do Caminho do Sol

Palma define a experiência como assustadora. “Foi  muito importante ter tido a oportunidade para reformular antigas crenças, rever conceitos e aos 46 anos ter me descoberto com ‘ser’ humano”, diz. Na volta para o Brasil, o peregrino tinha firme o propósito de criar aqui no país um caminho preparatório ao que percorreu na Espanha.

A intenção de Palma foi que as pessoas pudessem vivenciar questões básicas pelas quais os mochileiros passam: como lidar com a bagagem, com o estresse muscular, com a ansiedade, a rotina de albergues, entre outros conflitos. A proposta é que os visitantes experimentem e aprendam com o caminho traçado aqui de tal forma que “quando decidirem ir ao Caminho de Santiago, possam se sentir seguros e preparados para vivenciar de forma plena, sem as incertezas e inseguranças que o desconhecido nos traz”, explica Palma.

Caminhada de longa distância serve como preparação para o Caminho de Santiago, na Espanha

A inauguração do chamado Caminho do Sol aconteceu seis meses depois do Encontro dos Peregrinos, realizado em 2001. Em 25 de julho de 2002, Palma e mais 93 peregrinos foram a Águas de São Pedro, onde colocaram a imagem de Santiago trazida por ele da Europa.

Trajeto percorre 11 cidades, são 240 km
 

O trajeto tem 240 km, que devem ser percorridos em 11 dias. O ponto de partida é na cidade de Santana de Parnaíba, passando por 11 municípios até chegar à Casa de Santiago, em Águas de São Pedro. Em seis anos de existência, mais de 6  mil peregrinos já percorreram o trajeto.

Pouco depois de tê-lo traçado, Palma percebeu que o Caminho do Sol iria precisar de muito mais que “dedicação, poesia e boa vontade” para ser mantido. Foi então que quatro meses após a inauguração, Palma passou a cobrar uma taxa pelas inscrições. “Não tive outra escolha para poder manter vivo e atuante um sonho acalentado durante anos, e que tantos benefícios está trazendo aos seres humanos que tem percorrido esta ‘via de amor universal’, como a chamamos”, explica.

Para quem deseja percorrer o Caminho, é preciso antes assistir a uma palestra informativa, na qual são esclarecidos tópicos importantes como custo e preparação para a peregrinação. Palma conta que 70% dos que vão à palestra acabam desistindo de realizar o percurso. “As pessoas entendem o quanto é essencial investir em equipamentos corretos, que caminhar 11 dias seguidos exige determinação e superação, que as pousadas são muito simples, que terão a falta de privacidade como companheira, e principalmente, que o Caminho não se faz só com os pés”, enumera José Palma.

Ainda que semelhantes, o Caminho de Santiago e o Caminho do Sol guardam importantes diferenças. Palma explica que os trajetos são distintos e ao mesmo tempo estão “intrinsecamente ligados”. Ele considera a via de peregrinação espanhola como a principal de mundo; já o percurso que traçou no interior paulista é apenas “um ambiente para caminhadas de longa distância”, com objetivo de preparar os visitantes e divulgar o Caminho de Santiago em terras brasileiras.
25 de julho é o dia consagrado ao apóstolo Santiago, que é também desde 2003 o padroeiro da cidade.

A Casa de Santiago, em Águas de São Pedro, é o ponto final do Caminho do Sol. O local abriga uma imagem trazida por José Palma da Espanha. Do lado de fora, a escultura da artista plástica Helô Pinheiro homenageia o apóstolo. “É o objetivo final, a meta de cada peregrino”, explica. “Chegar até a Casa de Santiago e tocar o chamado sino da glória significa que o caminhante superou todas as dificuldades e todos os obstáculos”, completa Palma. O momento proporciona, sem dúvida, a emoção que toda grande conquista traz.

Imagem de Santiago levada por José Palma a Águas de São Paulo

Serviço:
Palestras informativas sobre o Caminho do Sol
Tel: 11 2215-1661, em horário comercial. Acesse o site


Texto: Daniella Cornachione
Fotos: Claudio Margini

 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

Na década de 20 foram realizadas, por iniciativa do governo, prospecções geológicas nas terras da região de Piracicaba e São Pedro, que visavam encontrar petróleo.

Após várias tentativas, foram descobertas, em seu lugar, fontes de água mineral de grande valor terapêutico.

Estudos para avaliação das propriedades medicinais das águas, efetuados pelo prof. dr. João de Aguiar Pupo, então diretor da Faculdade de Medicina da USP, e analisados pelo IPT, corroboraram o surgimento da Estância de Águas de São Pedro, fundada pelo dr. Octávio Moura Andrade, entre outros.

Seu planejamento urbanístico ficou a cargo do engenheiro Jorge de Macedo.

 

Vieira e o saneamento básico foi projetado pelo Escritório Técnico Saturnino de Brito do Rio de Janeiro.

Em virtude da crescente importância das fontes termais, em 1936, foi criada a Empresa Águas Sulfídricas e Termais de São Pedro S.A., e, posteriormente, em 1940, inaugurado o Grande Hotel São Pedro, mesmo ano em que o governo do Estado instituiu a Estância Hidromineral e Climática de Águas de São Pedro.

Em 24 de dezembro de 1948, foi elevada a distrito e a município com sede no povoado de Termas de São Pedro.

E em 17 de novembro de 1978, tornou-se também Estância Turística.

 

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.
 
HINO

 

Unidos cantemos
Com fé e ardor
Nossa terra saudemos
Com esse hino de amor.

Tu tens a beleza
Das serras e montes
E tens a riqueza
Das tuas fontes.

Tuas águas são verdes
Da cor da esperança
Teu céu azulado
Inspira confiança.

Águas de São Pedro
Só tu entre mil
És o orgulho do Brasil
Nesta cadência

De bons soldados
Em continência
Ao berço amado
Todos clamamos

A Deus por ti
Águas de São Pedro
Só tu entre mil
És o orgulho do Brasil.

 
 
Letra: Maria Madalena Mauro Miranda
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
Bandeira
 
 
Brasão