ORIGEM DO NOME DA CIDADE
   

(Tupi) A prefeitura afirma que a lenda que originou o topônimo aludia às funções terapêuticas das águas quentes do município. Uma índia, chamada Lindóia, teria curado seu enfermo pai, com as águas da região, por essa razão o nome significaria “água saudável” ou “água quente”.

Contudo, ainda não foi possível encontrar o real significado da palavra na língua tupi. Acredita-se que o nome Lindóia tenha passado por muitas intervenções fonéticas e que sua origem tenha sido perdida. O principal motivo para tal pensamento é o fato de não existir o fonema l em tupi. Estudiosos afirmam que este som se originaria de um r, com som semelhante ao da palavra “caro”, que não existe no início de palavras na língua portuguesa. Apesar disso é possível identificar a presença do fonema ‘y, que significa água, mas o restante do vocábulo continua indecifrável.

 

Águas de Lindóia faz parte do
Circuito das Águas Paulista
.

Conheça aqui os roteiros do Estado!

 
DESTAQUE
 
Circuíto Turístico: Águas Paulistas
Por Luis Carlos Negri
   
As cidades de Amparo, Águas de Lindóia, Jaguariúna, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Pedreira, Serra Negra e Socorro formam o "Núcleo de Turismo Águas Paulistas" ou "Circuito das Águas Paulistas".
Cada uma com as suas características próprias, mas todas elas dotadas de excelentes condições para servir aos turistas que as procuram.

 
Nas férias, as referidas cidades demonstraram a pujança daquela região turística com festas, oficinas culturais, apresentações musicais, teatrais, danças, etc;
A vantagem deste circuito é que as cidades estão bem próximas uma das outras e, todas elas a 100 km ou pouco mais da capital paulistana. Ademais, são cidades boas para você visitar em qualquer época do ano.

 

 
 
CURIOSIDADES
 
Aguardando histórias e curiosidades.
 
HISTÓRIA
 
 

A origem dos municípios Águas de Lindóia e Lindóia remete-se ao mesmo território. Uma de suas primeiras referências está ligada a uma concessão de sesmaria das terras do Ribeirão de Água Quente, feita em 1728, em favor de Manuel de Castro. Nessa época, o local costumava servir de pouso para tropas a caminho das minas de Goiás.

Tendo abrigado a antiga capela de Brotas, o povoado, então conhecido por Águas Quentes, começou a crescer graças à chegada de moradores de outros municípios como Santos, Atibaia e Bragança.

Figura importante na formação da cidade, o dr. Francisco Tozzi – médico italiano que viera ao Brasil para tratar de trabalhadores de café em Socorro, instalando-se, posteriormente, em Serra Negra – transferiuse, em definitivo, para o povoado por volta de 1914, após descobrir as qualidades medicinais das águas ali existentes.

A assistência médica, por ele promovida, teve o efeito de atrair novas famílias para a região que, paulatinamente, foi sendo dotada de infra-estrutura, inclusive hoteleira, em função das fontes e piscinas termais.

 

Consta que a localidade teria recebido a visita de Madame Curie – física polonesa que, em 1898, descobriu o elemento rádio – que ratificou as propriedades terapêuticas das águas, contribuindo para sua divulgação em todo o país e também na Europa. A trajetória administrativa de Águas de Lindóia teve início em 29 de julho de 1899, quando foi criado o distrito com o nome de Lindóia, em terras de Serra Negra.

Em 16 de novembro de 1938, foi elevado a município, mas, em 30 de dezembro de 1953, foi reconduzido à categoria de distrito e incorporado ao povoado de Termas de Lindóia, que passou a ser sede de município, assumindo a atual denominação.

O vocábulo Lindóia é corruptela das palavras Rydoya e Rindheio, oriundas do tupi. Lindóia ou Rindóia significa “rio que não extravasa” e Linóia ou Rindheio significa “água insípida e quente ao paladar”.

 
Fonte: Fundação SEADE - 2006
 
GASTRONOMIA
 
  Aguardando receitas típicas ou tradicionais desta cidade.  
 
HINO

 

Não há hino cadastrado.

 
 
BENS TOMBADOS
   
Esta cidade não possui, atualmente, bens tombados.
 
 
Galeria
 
Conheça a cidade
por suas imagens!
 
 
Publicidade
 
 
linha
 
 
Bandeira
 
 
Brasão